29 de jan de 2010

PARALISIA CEREBRAL






CONCEITO:




A Paralisia Cerebral consiste em lesão de uma ou de várias partes do cérebro. Dependendo de onde ocorre a lesão e da quantidade de células atingidas, diferentes partes do corpo podem ser afetadas, alterando o tônus muscular ou os movimentos.

Alteração no controle da postura e dos movimentos, como consequencia de uma lesão do sistema nervoso central.
OBS: paralisia cerebral não significa que o cérebro está paralisado, apenas o cerebro sofreu alguma forma de agressão.



TÔNUS MUSCULAR:

Tônus muscular: è o equilíbrio entre o relaxamento e a contração muscular.
O paciente que tem PC possui comprometimento neste estado de relaxamento e contração muscular ocasionando alteração tônica. Tipos de alteração:

-Espástico: aumento do tônus muscular.
-Atetose: variação do tônus muscular e presença de movimentos involuntarios
-Coréico: muito raro e consiste em movimentos rápidos e amplos
-Ataxia: iminuição do tônus muscular.



CAUSAS:

-Ameaça de aborto, ou choque direto no abdômen da mãe;


- Exposição ao raio X nos primeiros meses de gravidez;


- Incompatibilidade entre Rh da mãe e do pai;


- Infecções contraídas pela mãe durante a gravidez (rubéola);
Durante o parto:
- Falta de oxigênio ao nascer (o bebê demora para respirar, lesando parte(s) do cérebro).


- Trabalho de parto demorado;


- Uso inadequado do fórceps, ou manobras obstétricas violentas.


Depois do nascimento:
- Febre prolongada e muito alta ;


- Desidratação com perda significativa de líquidos


- Infecções cerebrais causadas por meningite ou encefalite;

- Ferimento ou traumatismo na cabeça;


- Falta de oxigênio por afogamento ou outras causas;


- Traumatismo crânio-encefálico até os três anos de idade.


CARACTERÍSTICAS:



  • Dificuldade na alimentação: Existe um atraso para o bebê ter coordenação para sugar o peito e para engolir. Em crianças maiores e adultos, os mesmos terão dificuldade para mastigar e engolir os alimentos;

  • Atraso no desenvolvimento motor: ( ex: não ter um bom controle da cabeça antes de 3 meses, não rolar o corpo antes de 4 a 5 meses, não sentar sem apoio antes dos 6 meses e não caminhar antes dos 12 a 14 meses);


  • Baixo tônus muscular (flacidez ou hipotonia) ou ter músculos duros (rigidez) — O baixo tônus muscular pode ser notado pela dificuldade em sustentar a cabeça ou manter o tronco firme. A rigidez muscular pode ser reconhecida pela espasticidade (músculos “travados”) das pernas na infância;


  • Atraso no desenvolvimento da fala: (ex: criança aos 2 anos realiza apenas balbucio);


  • Desenvolvimento cognitivo atrasado;


  • Dificuldade de aprendizagem.

TRATAMENTOS NECESSÁRIOS:



-NEUROLOGISTA
-ORTOPEDISTA
-FISIOTERAPEUTA
-FONOAUDIÓLOGO
-TERAPEUTA OCUPACIONAL
-PSICÓLOGO




CLASSIFICAÇÃO DA PARALISIA CEREBRAL:



-QUADRIPLEGIA OU QUADRIPARESIA
-HEMIPLEGIA OU HEMIPARESIA
-DIPLEGIA OU DIPARESIA.

OBS:
PARALISIA DIFERENTE PARESIA
PARALISIA: O MEMBRO ESTÁ PARALISADO
PARESIA: MEMBRO ESTÁ PARCIALMENTE PARALISADO.




PRINCIPAIS PROBLEMAS QUE A CRIANÇA COM PC PODE APRESENTAR:



-PERSISTÊNCIAS DE REFLEXOS PRIMITIVOS ( ESSES REFLEXOS DEVEM DESAPARECER

-EM CRIANÇA NORMAL EM TORNO DOS 4 MESES)


-PRESENÇA DE PADRÕES PATOLÓGICOS (PADROES MOTORES ANORMAIS QUE NÃO ESTÃO PRESENTES EM CRIANÇAS NORMAIS)


-DIFICULDADE DE CONTROLE DOS MOVIMENTOS


-DÉFICIT NO EQUILÍBRIO


-DIFICULDADE EM AVD (ATIVIDADE DE VIDA DIÁRIA)


-DIFICULDADE NA ALIMENTAÇÃO E LINGUAGEM


-DIFICULDAE NA COORDENAÇÃO MOTORA FINA


-CRISES CONVULSIVAS


-DÉFICITS SENSORIAIS (VISÃO/AUDIÇÃO)


-ESTRABISMOS E NISTAGMOS


-DÉFICITS MENTAIS


-COMPROMETIMENTO SÓCIO-EMOCIONAL


A CRIANÇA COM PC E A INTELIGÊNCIA :



-PODE TER INTELIGÊNCIA NORMAL, ACIMA DO NORMALOU ATRASO INTELECTUAL. O ATRASO INTELECTUAL EXISTE EM DECORRÊNCIA DE LESÕES CEREBRAIS E DA PRIVAÇÃO SENSORIAL.


-A AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO É MUITO DIFÍCIL EM VIRTUDE DA DIFICULDADE MOTORA (MANIPULAÇAO DOS OBJETOS) E DIFICULDADE DE FALA E LINGUAGEM.




AJUDA AO ALUNO COM PC:



-TECNOLOGIA ASSISTIDA:é qualquer equipamento que aumenta a independência do indivíduo.
Ex: acessórios para computador, próteses,adaptação de automóveis, auxílio p deficiente auditivo/visual.
-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA: é outro recurso que complemente ou substitua a fala. pode ser gestos, pranchas com figuras e etc.
-ACESSIBILIDADE: facilitar o acesso do portador de deficiência com a sociedade. Ex: computador adaptados.



ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO AO ALUNO COM PARALISIA CEREBRAL :



O PROFESSOR PODE USAR PRANCHAS, TABULEIROS, ALBUNS DE FIGURAS E ETC.
ANTES DE INICIAR O TRABALHO DEVERÁ ESTAR ATENTO AS POTENCIALIDADES DO ALUNO:


-ASPECTO MOTOR: TÔNUS, COORDENAÇÃO, FADIGA


-ASPECTO SENSORIA E PERCEPTIVO: ACUIDADE VISUAL E AUDITIVA


-ASPECTO COGNITIVO E SOCIAL: ATENÇAO, CONCENTRAÇÃO, PERCEPÇAO E ETC


-CRIANÇA LENTA: CAPAZ DE SEGURAR O LÁPIS E PODE ESCREVER ALGUMA LETRA, MAS D EFORMA DEMORADA


-CRIANÇA MUITO LENTA: CRIANÇA APRESENTA ESCRITA CONVENCIONAL, MAS NÃO CONSEGUE CÓPIA DO QUADRO, DITADO, RESPONDER PROVAS NO TEMPO DOS COLEGAS. NECESSITARÁ DE RECURSO ALTERNATIVO QUE MELHORE O RENDIMENTO ESCOLAR: COMPUTADOR, GRAVADOR.


-CRIANÇA QUE NÃO CONSEGUE SEGURAR O LÁPIS: DIFICULDADE MOTORA. SERÁ NECESSÁRIO O APOIO DE UM OUTRO PROFISSIONAL PARA DECIDIR QUAL MELHOR RECURSO UTILIZAR

-CRIANÇA QUE NÃO APRESENTA ESCRITA: NÃO APRESENTA HABILIDADES PARA ESCRITA, ENTÃO DEVE-SE DESENVOLVER OUTRAS HABILIDDAES QUE FACILITE O PROCESSO ESCOLAR.


MATERIAS UTILIZADOS NO ATENDIMENTO AO ALUNO COM PC:



-LETRAS EMBORRACHADAS
-LETRAS IMANTADAS ( NECESSITAM D EPLACA PARA SEREM ORGANIZADAS)
-LETRAS EM PAPELÃO


OBS: para interação e comunicação pode ser usado fichários, pastas, fotografias e etc. pode-se utilizar as seguintes estratégias:
-seleção direta: a criança aponta a figura ou simbolo
-seleção indireta: o professor vai passando as figuras e a criança indica de alguma forma ( sinal, expressão facial) o ítem desejado.


A CRIANÇA COM PC E O USO DO COMPUTADOR:



-CRIANÇAS QUE NÃO PRECISAM DE RECURSOS ESPECIAIS: APRESENTA DIFICULDADE MAS NÃO O SUFICIENTE PARA PRECISAR DE ADAPTAÇÕES


-CRIANÇAS QUE NECESSITAM DE ADAPTAÇOES EM SEU PRÓPRIO CORPO: CRIANÇAS QUE UTILIZAM ÓRTESES, PULSEIRA DE PESO E ETC


-CRIANÇAS QUE NECESSITAM DE ADAPTAÇÕES NO PRÓPRIO COMPUTADOR: USA DE TECLADO SENSÍVEL, TECLADO ALTERNATIVO, MOUSE ADAPTADO E ETC


-CRIANÇAS QUE PRECISAM DE PROGRAMAS ESPECIAIS: PROGRAMAS QUE NÃO SE UTILIZA TECLADO NEM MOUSE.




28 de jan de 2010

DEFICIÊNCIA MENTAL

CONCEITO:
Termo usado quando uma pessoa apresenta certas limitações no seu desenvolvimento mental e no desempenho de certas tarefas como as de comunicação, cuidado pessoal e de relacionamento social. Essas limitações causam uma maior lentidão na aprendizagem e no desenvolvimanto.
ETIOLOGIAS(CAUSAS):
CONDIÇÕES GENÉTICAS-genes anormais herdados dos pais ou por erros ou acidentes causados nos genes. Ex.: Síndrome de Down
PROBLEMAS DURANTE A GRAVIDEZ- desenvolvimento inapropriado do embrião ou feto causado pelo uso de drogas,infecções como a rubéola etc.
PROBLEMAS AO NASCER-falta de oxigênio durante o parto.
PROBLEMAS DE SAÚDE-doenças como sarampo, minigite, a mal nutrição extrema e a exposição a venenos como o mercúrio ou o chumbo.
CARACTERÍSTICAS:
A pricipal característica da deficiência mental é a redução da capacidade intelectual (QI), além disso, o portador de deficiência mental apresenta um nítido atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, aquisição da fala e outras habilidades.
DEFICIÊNCIA MENTAL X DOENÇA MENTAL:
É importante não confundir deficiência com doença. A pessoa com necessidades especiaismantém a percepção de si e do mundo que a cerca. Já o doente mental não apresenta discernimento para tomar decisões, embora cerca de 20 a 30% dos deficientes manifestem algum tipo de ligação com alguma doença mental como: síndrome do pânico, depressão, esquisofrenia, etc.
TRATAMENTO:
Os portadores desse transtorno são dependentes de cuidados e necessitam de atendimento multiprofissional(médico,fisioterapeuta/terapeuta ocupacional,fonoaudiólogo,psicólogo,pedagogo, psicopedagogo, etc.) com o inutito de minimizar os problemas decorrentes da deficiência.

27 de jan de 2010

PAC- AVALIAÇÃO DA DEFICIÊNCIA MENTAL

Avaliação da deficiência Mental: PAC-Perfil de avaliação da competência
consiste em uma versão resumida do PAC(Primary Progress Assessment Chart), que possibilita aos professores de AEE ou de E.Especial a avaliação da deficiência mental, medindo o desempenho do educando a partir da adaptação e necessidade de intervenção de outros profissionais de saúde e educação.
Abrange uma investigação das seguintes áreas(competências):
1-CUIDADO PESSOAL:
Hábitos à mesa; locomoção; higiene;vestuário.
2-COMUNICAÇÃO:Linguagem falada; Linguagem escrita; Atividade numérica; Conceitos básicos(advérbios que discrimina diferenças e igualdades)
-Se o educando for portador de deficiências de órgãos sensoriais deve-se descrever e mensurar(acuidade visual, auditiva, déficits motores, disartrias etc.)
3-SOCIALIZAÇÃO:Atividades domésticas; Atividades recreativas; comoportamento em sala de aula; Sexualidade.
4-OCUPAÇÃO:Agilidade,Destreza;Concentração;Responsabilidade(capacidade de cumprir ordens)